Ela

Theodore escreve cartas de amor à mão. Claro, ele as dita ao computador e este escreve, simulando uma caligrafia humana. Ele então as imprime e lê, como se fosse o apaixonado que envia. Ela começa assim. Parece que Theodore está falando para seu suposto marido que está celebrando bodas de prata que ainda o ama. Em dois minutos, Theodore parece amar o marido tanto quanto a senhora que o contratou.

Eu escrevi sobre Ela no PCM