Wolfgang Amadeus Phoenix diverte pra sempre

A “busca pelo pop perfeito” é incessante. Mesmo pra Michael Jackson, que já o encontrou mais de uma vez, o pop perfeito era algo que se metamorfoseava toda a vez que ele o encontrava. Não é a toa. O pop em si se transforma a cada punhado de anos, e se você parar pra pensar no que era pop antes, e o que é pop agora, pode se espantar: o pop como gênero é uma eterna transformação. Atingir essa perfeição, então, não é só fruto de conhecer o seu tempo, é também saber o que virá pela frente.

Leia mais no PCM.