Irrelefante

Pelo que a Kotaku tá vendo no Japão, o Labo não tá vendendo muito bem. Os números também não são muito bons no Reino Unido, segundo o Eurogamer.

É uma pena porque aparentemente o Labo é uma alternativa bacana e mais barata pro VR, uma tecnologia que eu provavelmente não vou ir atrás. Tem gente revivendo Jungle Beat de um jeito tosco, por exemplo. É muito bacana ver um videogame virar uma plataforma pras pessoas criarem algo assim.

Eu acredito que o Labo venda melhor a longo prazo, principalmente em datas como natal e dia das crianças, porque é tipo Lego. Acaba tendo pernas mais compridas porque não depende só da expectativa da primeira semana, e sim do quanto os projetos do Toy-Con Garage conseguem manter o interesse do público. Parte desse trabalho é da Nintendo de continuar expandindo a linha de maneiras mais interessantes (e pelo visto eles tão trabalhando nisso).

O Labo é um projeto super bacana que pode crescer e virar algo realmente impressionante (pra procurar um precedente, é só considerar que o Joy-Con é basicamente uma evolução do Wii Remote). Teve um cara que fez ele controlar uma cadeira de rodas: