Irrelefante

Os melhores filmes de agosto

Eu acabei deixando de fazer os posts sobre o que eu assisti no dia anterior essa última semana porque eu não assisti nada nos dias anteriores. Eu andei meio doente e preocupado porque eu estava doente (eu não costumo ficar mal do jeito que eu fiquei no inverno), mas agora que tá tudo bem eu pretendo voltar à minha programação de assistir filmes diariamente.

Acho que vou começar a fazer uma lista mensal dos melhores filmes que eu assisti pela primeira vez no mês anterior. É um bom jeito de resumir tudo o que eu assisti em um mês pra que eu possa encontrar meus favoritos do ano mais rapidamente quando for fazer a lista final (eu tanto manter um controle de tudo com listas no Letterboxd mas eu também esqueço de atualizar aquilo lá de vez em quando.

Esses foram os melhores filmes que eu vi em agosto:

  1. Mormaço (Marina Meliante, 2018) — impressões no Festival de Gramado;
  2. A Garota Desconhecida (La fille inconnue, Jean-Pierre e Luc Dardenne, 2016) — review no Letterboxd;
  3. 3 Mulheres (3 Women, Robert Altman, 1977) — impressões no Letterboxd;
  4. The Rider (Chloé Zhao, 2017);
  5. No Coração da Escuridão (First Reformed, Paul Schrader, 2017).

Não dá pra não falar dos dois excelentes curtas que eu pude ver esse mês também: Antes do Lembrar (de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes — impressões pós-Festival), um belíssimo filme ensaio sobre o que nos faz criar memórias e o que o tempo faz com essas histórias; e Os Hinos de Moscóvia (impressões no Letterboxd), um dos vencedores do Oberhausen que o MUBI trouxe esse ano, com uma ideia simples e surpreendente que me fez olhar a arquitetura de um jeito completamente novo.